close
Izabel Maria Bezerra dos Santos

Izabel Maria Bezerra dos Santos
Publicado dia 23 de set de 2019 às 17:34

Pesquisador investiga mudanças em paisagens pelo DNA dos peixes

DNA dos peixes pode apontar pistas sobre o passado geológico da Amazônia

Pesquisador investiga mudanças em paisagens pelo DNA dos peixes

O pesquisador Pedro Val e equipe em trabalho de campo. Da esquerda para a direita: Pedro (UFOP), Jefferson (Inpa), Marcos, Camila (estudante de mestrado), Thiago (Inpa), Alexandre (Inpa), Gil (Ideflor-Bio). Foto: Reprodução/Minas Faz Ciência - Acervo pessoal.


Observações geológicas e biológicas podem nos ajudar a entender aspectos complexos das mudanças ocorridas ao longo do tempo em paisagens naturais. É isso que o geólogo Pedro Val e seu grupo de pesquisa do projeto “Evolução da Amazônia Controlada por Captura de Drenagem, conhecido como “AMERICAS”, buscam investigar através de pistas do passado geológico da Amazônia no DNA de peixes. O trabalho é financiado pelo Instituto Serrapilheira. 

A pesquisa ainda está na fase de produção dos dados. Em julho de 2019, a equipe de Pedro foi ao Pará para coletar mais de 300 peixes de maneira sistemática para estudar o seu DNA. Os peixes encontram-se no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). No mesmo campo, os pesquisadores coletaram amostras de sedimentos em posições-chave dos rios para fazer datação do momento em que a configuração dos rios mudou. Até o momento, a equipe tem resultados de experimentos computacionais.

De acordo com Pedro, a pesquisa segue uma direção promissora, que indica que há uma conexão fundamental entre a evolução do terreno e dos organismos que habitam ele. Os resultados desse estudo podem reconfigurar a maneira com que biólogos estudam a biogeografia e biodiversidade, e como geólogos e geógrafos estudam a paleogeografia e o paleoambiente.

A matéria completa, escrita pela jornalista Verônica Soares, pode ser lida neste link.