close
Izabel Maria Bezerra dos Santos

Izabel Maria Bezerra dos Santos
Publicado dia 01 de out de 2019 às 23:24

Nova espécie de parasita é identificada em caso fatal de leishmaniose visceral

Pesquisadores decidiram fazer uma análise do genoma completo dos parasitas isolados do paciente

Nova espécie de parasita é identificada em caso fatal de leishmaniose visceral

Pesquisadores identificaram em pacientes atendidos no Hospital Universitário de Sergipe, em Aracaju, uma nova espécie de parasita capaz de causar uma doença semelhante à leishmaniose visceral, porém refratária aos tratamentos disponíveis. Ao menos uma pessoa morreu em decorrência de complicações relacionadas à infecção.

Resultados da pesquisa, apoiada pela FAPESP, foram divulgados nesta segunda-feira (30) na revista Emerging Infectious Diseases. Os dados da análise filogenômica, que permite construir árvores evolutivas com base em dados de sequenciamento, indicam que o protozoário recém-descoberto não pertence ao gênero Leishmania, composto por mais de 20 espécies causadoras de três diferentes tipos de leishmaniose: visceral, cutânea e difusa (que causa lesões na pele e nas mucosas).

Leia matéria completa no site da Fapesp.