close
Suzane dos Santos Morais

Suzane dos Santos Morais
Publicado dia 04 de nov de 2020 às 19:39

Efeito do jejum e realimentação no eixo GH/IGF-1 do tambaqui (Colossoma macropomum)

Mestranda: Suzane dos Santos Morais; Orientador: Dr. Adalberto Luis Val

Efeito do jejum e realimentação no eixo GH/IGF-1 do tambaqui (Colossoma macropomum)

O GH (hormônio do crescimento) e o IGF-I (hormônio do crescimento semelhante a insulina), são hormônios proteicos responsáveis pela regulação do crescimento. O GH é sintetizado na hipófise, já o IGF-I é sintetizado no fígado. Quando secretado na corrente sanguínea esses hormônios atuam sobre tecidos alvos como o tecido muscular, cartilaginoso, ósseo e adiposo estimulando a divisão celular e proporcionando o crescimento. Contudo, esse eixo pode ser afetado por fatores intrínsecos, como os hormônios, ou extrínsecos como a temperatura, fotoperíodo e jejum. Esses fatores podem regular de maneira positiva ou negativa o eixo GH/IGF-I interferindo diretamente no crescimento do animal. Um exemplo é o retardo do crescimento de peixes privados de alimentação, mas que quando realimentados, algumas espécies conseguem compensar ou ainda supercompensar o crescimento. Isso ocorre porque no período de jejum há uma diminuição na expressão de GH e IGF-I, bem como de seus receptores, o que impede a ação desses hormônios. Já na realimentação há um aumento na expressão desses hormônios e de seus receptores, permitindo com que eles atuem sobre os tecidos estimulando o crescimento. Sendo assim, o presente trabalho tem como objetivo verificar qual o efeito do jejum e realimentação no eixo GH/IGF-I do tambaqui.