close
Izabel Maria Bezerra dos Santos

Izabel Maria Bezerra dos Santos
Publicado dia 16 de set de 2019 às 23:23

Citogenética é aliada do conhecimento sobre biodiversidade e conservação de peixes da Amazônia

Amazônia concentra uma das maiores biodiversidades de peixes do mundo

Citogenética é aliada do conhecimento sobre biodiversidade e conservação de peixes da Amazônia

Eliana Feldberg (de preto) é especialista em genética de peixes. Na foto, ela recebe o certifica de participação no Seminário do Leem das mãos da subcoordenadora do Adapta, Vera Val. Foto: Izabel Santos/Adapta


"As abordagens citogenéticas têm importância para conhecimento e conservação, particularmente na contribuição para a Ciência básica e aplicada, principalmente em se tratando dos peixes da Amazônia", explica Eliana. Segundo ela, o grupo dos peixes é muito rico em espécies. Temos 34 mil identificadas, sendo 19 mil de água doce e metade disso em região neotropicais, como a Amazônia, que tem uma ictiofauna diversa em cores, formas, tamanhos e cores. Confira na íntegra o seminário.

Sobre a pesquisadora

Eliana Feldberg é chefe do Laboratório de Genética Animal da Coordenação de pesquisas em Biodiversidade do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). Ela possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), mestrado em Ecologia e Recursos Naturais pela mesma universidade, doutorado em Biologia de Água Doce e Pesca Interior pelo Inpa e pós-doutorado pela Texas A&M. Além disso, tem experiência na área de Genética, com ênfase em Citogenética Animal, atuando principalmente em Citotaxonomia e Evolução cromossômica de peixes, serpentes e pequenos mamíferos amazônicos. Foi Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Genética, Conservação e Biologia Evolutiva, no qual é também professora e orientadora.